Perder a inocência é perder tudo

A partir deste dia tenho uma acompanhante que vai lançar os seus textos neste blog. Chama-se Iridis  e é tão sentimental como eu 🙂 Espero que gostem e ela também…

Um abraço da equipa Sentimento&Emoções.

Será que sabe tudo sobre relações?…

Eu posso já garantir-lhe que não sabe! Quer esteja numa relação de longos anos, quer tenha tido diversos relacionamentos ao longo da vida, mesmo que já tenha idade para ter bisnetos, na verdade todos os dias aprendemos mais um pouco, e acabamos por morrer sem saber muitas das coisas que achávamos saber agora.

Hoje em dia vivemos o culto da palavra sexo. Em qualquer programa de televisão, filme, novela, revista, jornal, publicidade e (quase que poderia dizer: em qualquer) livro… a banalização do sexo está a destruir todo o conceito da palavra relação. Atrevo-me mesmo a confessar que às vezes sinto que o mundo está perdido, quando vejo um reality show a declarar que “o amor está no ar”, quando na realidade estamos a falar de relações fantasiosas completamente baseadas em aparências, sexo, dinheiro, fama… (e o pior é que eles sabem disso, mas e os espetadores?…)

Esta manipulação da comunicação social no que toca a relações humanas está a confundir os sentimentos da maior parte das pessoas. Quando ouço alguém dizer-me “eu não sou assim; sinto-me uma ET; acho que nasci no tempo errado”, apercebo-me que este é de facto um problema bastante grave! Porque neste mundo é muito fácil repetir o comportamento dos outros para se adaptar e ser igual aos outros; o difícil é ser diferente e não abandonar os nossos princípios seja em que situação for.

O mais grave desta situação são as crianças… os jovens… os adultos de amanhã que estão a crescer sob estes princípios e que (na maioria das vezes) não têm quem lhes diga que não faz mal ser diferente, que é na diversidade que está a autenticidade de cada um de nós. Pelo contrário, a sociedade está sempre a pressioná-los para que sejam iguais aos outros, caso contrário acabam por ser marginalizados (e sofrer de bullying).

RELAÇÃO

Vamos então refletir sobre o significado da palavra relação. Como podem ver pela definição no dicionário: relação não significa praticar sexo! Talvez hajam muitas pessoas que confundam com o seu plural: relações (ato sexual, cópula). Por exemplo, quando alguém diz “Eu estou entre relações”, talvez pretenda dizer que vai fazendo sexo com quem calha e vai passando assim o tempo até encontrar alguém que lhe faça querer ter uma RELAÇÃO. E se assim for, não tenho nada contra.

O problema é que na maioria das vezes não é isso que as pessoas sentem. Há uma confusão enorme entre o que é gostar de alguém e o que é a atração física. As pessoas mal se conhecem e já acham que se amam muito, mas passado um ou dois meses (se tanto) já nem sequer têm consideração pela outra pessoa. A esse comportamento dá-se o nome de paixão. É o desejo ardente de estar com aquela pessoa, a vontade de fazer sexo, não poder respirar sem ter aquela pessoa perto de nós. No entanto, a paixão é passageira, e a seguir a ela vem a derradeira prova. Será isto amor?

Na realidade, muitas pessoas não sabem o que é amar alguém. E este assunto torna-se importante por esta mesma razão. Há cada vez mais depressões e pessoas infelizes, e em parte é devido às relações humanas de hoje em dia, ou à falta delas. Vamos novamente ao dicionário:

Picture1

Está aqui toda a informação de que precisamos, agora só necessitamos de a pôr em prática. É importante que não tenhamos receio de nutrir estes sentimentos por alguém, muito pelo contrário, a sensação de amar e ser amado é a melhor do mundo! E aqui refiro-me a todos os tipos de amor, seja entre familiares, amigos ou namorados.

Não deixe de amar alguém pelo medo de sofrer, de ter uma desilusão, por não ter paciência para aceitar o outro por todas as suas qualidades e defeitos. Amar é isso mesmo. As relações sexuais são importantes para a intimidade de um casal, mas nunca devem ser a base da relação. Porque todos sabemos como isso acaba. É importante que saibamos que uma relação amorosa ou de amizade exige muito de nós e tem os seus altos e baixos. E é ainda mais importante que os adultos acompanhem as crianças e jovens no seu crescimento, e que não os deixem esquecer-se da razão pela qual viemos nós ao mundo, senão para amar.

Vamos amar mais! Vamos sentir mais! Vamos viver mais! Combinado?

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-ShareAlike 4.0 International License.

Anúncios

10 pensamentos sobre “Perder a inocência é perder tudo

    1. Pois.. a vida não é fácil, e as pessoas às vezes andam tão stressadas que nem se apercebem do que se passa à sua volta.
      É importante reagirmos à pressão que a sociedade nos coloca e sermos nós mesmos!

      Liked by 2 people

    1. I’m loving the game so far. It’s been a VERY long time since I’ve “fuck up” a game and had to start over. (What do you mean I should have listened to the tutorial? Those things are never useful!… okay, maybe this time I should have..)If there is anything I’ve come to understand about &#2#80;gamers&22281; today, is that they expect victory without much work, so it’s nice to see that XCOM brought back the true difficulty of earlier strategy games.

      Gostar

  1. The ideas you contributed here are very precious. It was such a pleasurable surprise to have that looking forward to me after i woke up this very day. They are often to the point as well as simple to grasp. Thank you for the clever ideas yo1u;82&7#ve shared in this article.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s