Na esperança de um ano melhor

Mais um ano a chegar ao fim, finalmente uma pessoa abre os olhos, a sua mente e pensa, que objectivos irei eu seguir? Que planos irei eu ter? E que pessoa irei eu ser?

São tantos anos como tantos outros anos e o que realmente importa para as pessoas é que é novo ano, ano esse em que elas parecem felizes, trazem novidades, imaginam que irão acabar com os seus obstáculos e emergir novas oportunidades. Mas, na verdade tudo é igual, tudo não passa do destino da vida e de tudo que é casual.

Ai ano novo! Em que logo no primeiro dia do ano existe um momento, mágico único, os sentimentos se entrelaçam, os fogos de artifício se enunciam, as taças de champanhe se cruzam, os abraços calorosos se evidenciam e um novo momento e uma nova paz e amor se finalmente manifestam. Tudo parece bem, vivemos de repente pela esperança de um ano melhor e com o desejar que o ano ainda seja melhor que o anterior.

Não é estranho? Passar 365 dia à espera de um novo ano quando os meus objectivos é nada mais nada menos que os mesmos que eu lutei durante todos estes anos já passados? E 52 duas semanas na expectativa de fazer sempre melhor aguardando sempre o futuro? Para quê? Porque esperamos este tempo todo na esperança de nos acontecer algo melhor, como aquecer uma paixão ou conquistar um novo coração, ou procurar um novo emprego ou mesmo para parar de fumar? Para quê dar esperanças se eu mesma nem sei o que irá acontecer.

Ano novo é apenas mais um ano nada mais. Sempre acreditei que a “esperança é a única a morrer” e como dizem por aí “ano novo vida nova”e será isso verdade? Vamos começar um novo ciclo, uma nova história, ou será mesmo mais um ano e lutaremos sempre na esperança de um novo começo?

O que realmente e o que me mais importa é o passado que nos encerra e o futuro que começa.  Não quero me deitar no feno perfumado ou mesmo me deitar na neve deserta, quero um ano que cresça e me fortaleça e o meu passado seja a referência que me proteja, como a liberdade que me compareça.

Hoje, e o que mais importa não sou eu nem nunca serei eu a mesma de um tempo atrás, hoje sou ensinada pelo tempo e que o que ele me trás, e guardo em mim o que melhor a vida mostrará. Não desejo mais viver este novo ano em tempos mordidos, quero viver a vida e a lidar novamente com ela com as mesmas imperfeições, e quero aprender mais a ser mulher, a viver e a comunicar de uma forma mais directa o sabor da vida.

Se pudesse hoje, mudar algo seria sim o ano, com muita mais esperança e um pouco mais de realismo, mas o ano é como todos os outros, a vida é de seguir em frente, e é para quem tem esperança, quem está frequentemente ou simplesmente para quem a alimente.

Feliz Ano Novo!

 

 

Advertisements

2 pensamentos sobre “Na esperança de um ano melhor

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s